top of page

Se tivesse nascido nos States, Chico Anysio ganharia o mundo

Em 12 de abril de 1931, nascia em Maranguape, Ceará, Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho, mais conhecido como Chico Anysio, um dos nossos mais célebres mestres do humor.



Experimentalista e a um tempo um dos principais responsáveis pela linguagem dos programas de humor que marcaram gerações, Chico Anysio, que completaria 92 anos nesta quarta-feira, também revolucionou a televisão brasileira: seu programa foi o primeiro a usar videotape.


Versátil, da linhagem do homem renascentista, como diria o cineasta Orson Welles, foi também pintor, ficcionista (E dos mais finos!) e compositor.


Para o leitor ter uma ideia da sua desenvoltura na seara literária, "Carapau", seu primeiro romance, foi romance, foi elogiado por ninguém menos que Jorge Amado, que, inclusive, escreveu a orelha do livro.


Baiano e os Novos Caetanos, seu projeto musical, envelheceu bem. A faixa "Urubu tá com raiva do boi" poderia ter sido composta em meio à carestia do Brasil de Bolsonaro:


"Urubu tá com raiva do boi

E eu já sei que ele tem razão

É que o urubu tá querendo comer

Mais o boi não quer morrer

Não tem alimentação"


A imortalidade de Chico Anysio reside no fato de que ele entendeu o Brasil profundo, não aviltava seus valores, ao contrário de boçais como a turma da Porta dos Fundos.


Fosse anglófono, Chico Anysio ganharia o mundo!


Menos Monty Python, mais Chico Anysio!


PÃO, TERRA, TRADIÇÃO!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page